Free cookie consent management tool by TermsFeed

Utilize o teclado para navegar, com Ctrl + nº da tecla

  Menu   Conteúdo   Busca   Lei Geral de Proteção de Dados   Acessibilidade
  Fonte Maior   Fonte Maior   Fonte Padrão
  Cor Original   Contraste
Notícias

Orientação ao Farmacêutico - Uso de repelentes


Data de publicação: 20 de fevereiro de 2024

uso_de_repelentes_site.png

Os repelentes tópicos de insetos são úteis na prevenção de picadas de mosquitos em geral, podendo fazer parte dos cuidados contra Dengue, Chikungunya e Zika.

O mecanismo de ação não é complemente entendido ainda, mas os repelentes não matam os insetos. Por serem voláteis, quando aplicados na pele ou na roupa, liberam vapores que tendem a afastar os insetos.

A seleção de um repelente específico deve ser baseada nos ativos do produto, na sua concentração e no tipo de exposição (incluindo o tempo estimado).

 

Ativo Indicação Observações

DEET

Concentração máxima de 10%
Crianças entre 2-12 anos, com aplicação restrita a 3 vezes ao dia. O uso prolongado deve ser evitado. Não devem ser usados em menores de 2 anos.

DEET

Concentração entre 10-40%
Adultos em situação de rotina.

Proporcionam efeito adequado e proteção suficiente.

Considerados seguros se usados de forma apropriada, até mesmo para gestantes e lactantes.

DEET

Concentração > 50%
Adultos com alta exposição a insetos por longos períodos e quando o calor intenso e alta umidade diminuem a adesão do produto. Concentrações mais altas podem ser associadas com maior incidência de reações dermatológicas.
IR 3535 Pode ser usado em crianças acima de 6 meses, desde que as orientações de uso sejam seguidas. Embora não tenham sido encontrados estudos de segurança realizados em gestantes, é reconhecidamente seguro para uso em cosméticos.
Icaridina Pode ser usado em crianças. As indicações da idade de uso descritas nos produtos devem ser respeitadas e as orientações de uso devem ser seguidas. Embora não tenham sido encontrados estudos de segurança realizados em gestantes, é reconhecidamente seguro para uso em cosméticos.

Legenda: DEET = dietiltoluamida; IR 3535 = etilbutilacetilaminopropionato.

 

Recomendações para o uso seguro de repelentes:

  • Utilizar produtos regularizados na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Todos os repelentes de uso tópico devem ser registrados como cosméticos (número de registro iniciando com o algarismo 2 e possuindo nove dígitos).

 

Os cosméticos repelentes regularizados podem ser consultados em:

https://consultas.anvisa.gov.br/#/cosmeticos/registrados/q/?nomeProduto=repelente

 

  • Ler e seguir todas as instruções e precauções descritas no rótulo.
  • O produto só deve ser aplicado nas roupas se houver indicação expressa no rótulo.
  • Aplicar nas áreas expostas do corpo, conforme a norma vigente sobre cosméticos, Resolução RDC nº 19/2013.
  • Aplicar somente a quantidade suficiente para cobrir a pele exposta e/ou roupa. Evitar aplicar o produto em excesso, pois pode causar toxicidade sistêmica.
  • Não aplicar o repelente por baixo da roupa. A oclusão da pele com o produto pode causar reações dermatológicas.
  • Não aplicar em cima de feridas, cortes ou irritação na pele, pois pode causar bolhas e erupções cutâneas.
  • Em crianças pequenas, não aplicar nas mãos ou próximo aos olhos e boca.
  • Para aplicar no rosto ou em crianças, o ideal é aplicar primeiro na mão e depois espalhar no corpo.
  • Aplicar primeiro o protetor solar e, em seguida, o repelente, nos casos em que é necessário o uso dos dois produtos.
  • Após a aplicação, lavar as mãos com água e sabão.
  • Em caso de contato com os olhos, é importante lavar imediatamente a área com água corrente.
  • Ao retornar a locais fechados, lavar a pele tratada com água e sabão.
  • Lavar a roupa tratada antes de usá-la novamente.
  • A reaplicação deve ser realizada de acordo com indicação de cada fabricante.

 

REFERÊNCIAS:

 

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Quais repelentes posso usar contra o mosquito da dengue? 09 fev. 2024. Disponível em: <https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias-anvisa/2024/quais-repelentes-posso-usar-contra-o-mosquito-da-dengue>. Acesso em 14 fev. 2024.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Nota Técnica nº 12/2023/SEI/COVIG/GGPAF/DIRE5/ANVISA. Manifestação técnica quanto ao alerta para arboviroses na região das Américas. Disponível em: <https://www.gov.br/anvisa/pt-br/centraisdeconteudo/publicacoes/portos-aeroportos-e-fronteiras/notas-tecnicas/nota-tecnica-12-2023/view>. Acesso em 09 fev. 2024.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Repelentes e inseticidas: Perguntas & Respostas. 04 nov. 2022. Disponível em: <https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias-anvisa/2016/repelentes-e-inseticidas-perguntas--respostas>. Acesso em 09 fev. 2024.

BRASIL. Ministério da Saúde. Repelentes. Disponível em: <https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-a-a-z/a/aedes-aegypti/vigilancia-entomologica/repelentes>. Acesso em 07 fev. 2024.

BUFF, W.; FABEL, P.H. Insect bites and stings and pediculosis. In: KRINSKY, D.L. et al. Handbook of Nonprescription Drugs. An interactive approach to self-care. 18. ed. Washington, DC: American Pharmacists Association, 2015. p.667-684.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Guia Prático de Atualização. Repelentes e outras medidas protetoras contra insetos na infância. n.7, jun. 2020. Disponível em: <https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/22479d-GPA_-_Repelentes_e_medidas_protet_insetos_na_inf.pdf>. Acesso em 15 fev. 2024.

SWEETMAN, S.C. (Ed). Martindale: The Complete Drug Reference. London: The Royal Pharmaceutical Society of Great Britain. Electronic version. Ann Arbor, Michigan: Merative. Disponível em: <http://www.micromedexsolutions.com>. Acesso em 07 fev. 2024.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Dengue and severe dengue. Fact sheet. 17 Mar. 2023. Disponível em: <https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/dengue-and-severe-dengue>. Acesso em 08 fev. 2024.


save
Resposta ao Termo de Intimação

Resposta ao Termo de Intimação

sync
IRT

Ingresso de Responsabilidade Técnica.

info
Defesa de Auto de Infração

Defesa de Auto de Infração

history
Alteração de Horário

Alteração de Horário

newspaper
Recurso de Auto Infração

Recurso de Auto Infração

content_copy
Cópia de PAF

Cópia de PAF




Redes Sociais

topo